Saiba como identificar a Osteoartrite e os seus tipos

Categorias Artrite, Osteoartrite

Osteoartrite (ou artrose) é uma doença crônica, com características degenerativas das cartilagens e tecidos circundantes. Afeta na maioria das vezes indivíduos acima de 50 anos do sexo feminino. É o tipo de artrite mais corriqueira que atinge a população do mundo. Os principais membros afetados são as mãos, os joelhos e a coluna.

Existem dois tipos de osteoartrite: a primária e a secundária. A primária afeta articulações específicas, como por exemplo o joelho, ou várias articulações ao mesmo tempo, e o motivo não é conhecido. Entretanto o excesso de peso e a repetição de exercícios físicos são fatores que podem facilitar o desenvolvimento da doença no organismo. Já a osteoartrite secundária é originada de doenças anteriores como lesões, infecções, distúrbios metabólicos, anormalidade articular ou doenças que lesionaram as articulações, como artrite reumatoide ou gota.

Quais os Sintomas da Osteoartrite?

O principal sintoma é a dor nas articulações causada principalmente por excesso de peso nas regiões das articulações, e a situação fica mais grave quando a pessoa fica muito tempo em pé. Pode causar rigidez no osso após o sono em algumas pessoas e inatividade nos primeiros 30 minutos após acordar. A dor costuma começar de forma leve e aumenta com o passar dos anos.

Existe tratamento?

Ainda não existe um tratamento que desacelere ou retroceda a continuidade da doença, mas existe alguns meios de aliviar a dor do paciente:

  • Fisioterapia e terapia ocupacional;
  • Medicamentos como analgésicos (embora sua ação não seja longa) e anti-inflamatórios, em caso de inflamação nas articulações;
  • Cirurgia, em estados mais avançados.

Há também diversas atividades físicas que podem ser praticadas pelo paciente, ajudando a manter a cartilagem saudável, fortalecendo os músculos e aumentando a amplitude dos movimentos da pessoa. Exercícios de fortalecimento, alongamentos e que contribuam com a postura ajudam no alívio da dor, podendo até retroceder a osteoartrite do joelho e do quadril. Atividades praticadas na água também contribuem para o alívio da dor, pois a água diminui o esforço feito pelas articulações.

Osteoartrite de Quadril

Raio x de quadril. Parte do quadril a direita em laranja.

A população idosa acima de 50 anos é a mais atingida por esse tipo de osteoartrite. É a doença que mais causa problemas para subir de escadas e caminhar. Os homens são os principais afetados pela osteoartrite de quadril. A doença atinge 20% das pessoas acima de 55 anos.

Não existe cura para a doença, porém ela pode ser tratada com exercícios físicos, como pilates e treinamento funcional, além do paciente ter a necessidade de perder peso acompanhado por um profissional, pois o excesso de peso é um fator agravante para o avanço da doença. A fisioterapia também é muito importante para o alívio da dor e a recuperação da mobilidade das articulações.

A cirurgia pode ser recomendada para pacientes em estágios mais evoluídos, mas o tempo de reestabelecimento pós cirurgia pode ser doloroso e longo, além de possuir altos custos financeiros. Portanto, deve-se buscar o tratamento por meio de atividades físicas primeiramente.

Osteoartrite de Joelho

Raio x da pernas. Perna direita flexionada, com o joelho em vermelho.

Essa doença abrange cerca de 12% da população idosa com mais de 55 anos. A doença afeta principalmente mulheres e a obesidade é um fator significativo no desenvolvimento da doença. Além disso, é muito raro o aparecimento da doença em pessoas abaixo dos 45 anos.

E os sintomas?

A dor é profunda e pode ser aliviada com o descanso, e em casos de dor excessiva, o repouso. Ela piora com tempo de chuva e umidade, após exercícios, levantamentos de peso e após o início de atividades ou depois de um período de inatividade. No estágio mais avançado, a dor é maior durante a noite ou em períodos em que o indivíduo não dorme. Os principais sintomas são:

  • Rigidez momentânea;
  • Dor (aumenta conforme o desenvolvimento da doença);
  • Articulações instáveis.

Artrose Acrômio-Clavicular

A artrose é um tipo de artrite que ocorre quando há muito desgaste nas articulações dos ossos, causando dor e inchaço. A artrose acrômio-clavicular é o desgaste da articulação entre a clavícula e o acrômio. Ela é bem frequente em atletas e pessoas que utilizam bastante os braços.

Desenho da parte superior das partes internas do ombro direito. São mostradas a clavícula, escápula, acrômio, articulação acrômio-clavicular e úmero.

O principal sintoma de que a pessoa está com a doença, é a dor na parte superior do ombro, em grande maioria ao levantar ou girar o braço. Ainda não existe cura para a artrose acrômio-clavicular, mas o tratamento é realizado por meio de fisioterapias, remédios analgésicos e anti-inflamatórios para melhorar a dor e em último caso, é feito o processo cirúrgico. Para identificar qualquer um dos tipos de osteoartrite, o paciente deve realizar raio-x, ressonância magnética e exames físicos.

http://www.scielo.br/pdf/rbfis/v10n2/v10n2a11

http://www.scielo.br/pdf/%0D/rbr/v46n4/31820.pdf

http://www.scielo.br/pdf/%0D/rbfis/v10n3/31945.pdf

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *